admission_open
35 

Na última década, o crescente desenvolvimento económico de Macau elevou a necessidade de uma maior exigência no que respeita a serviços e a profissionais, especialmente nos sectores do turismo e da hotelaria. Estes devem estar dotados de conhecimentos e competências suficientes de modo a enfrentarem os vários desafios profissionais. Para fazer face a esta tarefa, o IFT tem tido como grande objectivo o investimento nos recursos humanos.

Na nossa mais recente pesquisa de emprego (2015/2016), mais de 78% dos licenciados encontraram emprego na indústria turística e hoteleira, enquanto cerca de 12% trabalham no sector dos serviços. Um total de 93% dos licenciados conseguiu colocações em tempo integral, com um salário médio mensal de 14.900 Patacas, muito próximo do salário médio global de Macau, MOP15.000 em 2014, conforme registado no quarto trimestre de 2016.